quarta-feira, 7 de novembro de 2012

"Que seja doce!!"




Bom dia, hoje fazem 75 dias (2 meses e 15 dias) que o meu companheiro está LIMPO e novamente internado, graças a Deus!

Ontem depois que postei no blog aconteceram algumas coisas que deixaram o dia longo e triste. Passei quase o dia inteiro amuada e chorosa, triste mesmo.

Logo depois que postei no blog recebi uma ligação da minha mãe, que estava super brava, pelo fato de eu continuar sustentando a minha decisão de mudar de curso. Disse que meu pai me apoia pois pra ele vai ser mais em conta (a faculdade que quero mudar é mais barata do que a atual), que ela achou que eu tinha tomado juízo mas que eu não tomei, que eu falo uma coisa pro meu pai e outra pra ela e que desse jeito fica muito difícil de me ajudar.

Eu fiquei muda, só ouvindo o que ela falava e com os olhos cheios de lágrima, principalmente pelo fato de que eu estava no trabalho, não dava pra conversar naquele momento. Foi quando ela disse: “Então tá, já que você não quer conversar depois a gente se fala, beijo, tchau!”. Eu nem respondi e simplesmente desliguei.  Chorei, perdi o apetite e passei o resto do dia um saco.

Minha mãe não conversou, aliás, não deu brecha para que entre nós houvesse uma conversa e sim uma discussão (se eu levasse adiante, ou optasse por bater de frente). Me senti desrespeitada como pessoa. Eu tenho livre arbítrio gente, tenho 20 anos, sou uma mulher capaz de distinguir o que eu gosto e o que não gosto. Capaz de distinguir o que eu quero passar o resto da vida fazendo e o que não quero.

Nunca fui muito ligada aos estudos, isso é fato, mas isso era no ensino médio. Hoje vejo a necessidade de estudar, me dedicar ao que faço para que possa ser reconhecida futuramente como profissional. Mas sei também a necessidade de ser realizada enquanto profissional e HOJE vejo que na fisioterapia não vou ter isso.

Durante muito tempo da minha vida fui uma filha rebelde nos estudos, mas nunca faltei com o respeito com meus pais. Sempre soube o meu lugar enquanto filha e nunca me excedi. De uns tempos pra cá fiquei muito mais ligada a minha mãe, de modo a procurar fazer tudo direitinho e se ela estivesse satisfeita, pra mim seria uma maravilha e quando ela não ficasse, pra mim não estava bom.

Minha paixão incondicional por minha mãe me levou a crer que tudo que eu quisesse, mas que por ela não fosse aceito, não seria digno de que eu levasse adiante, mas infelizmente esse meu desejo eu não vou deixar de fazer por ela, infelizmente esse não. É o meu futuro, a minha felicidade que está em jogo. Por mais que a minha escolha possa me acarretar arrependimentos futuros, HOJE eu opto por me arrepender do que eu fiz, do que o que eu deixei de fazer.

Ainda não está certo que eu vá mudar de curso, mas é praticamente certeza. Poxa, ontem fiquei o dia todo mal, desliguei meu celular, chorei várias vezes ao dia, senti mal estar, fiquei com a boca seca, nossa, fiquei muito triste, sem drama mesmo. Tudo bem que o fato da TPM pode ter ajudado um pouco (ou totalmente), mas fiquei muito triste.

Ontem o fato de uma companheira de blog ter descoberto uma traição do seu companheiro adicto também me deixou bastante balançada. O medo de também já ter acontecido comigo tomou conta de mim, o que ajudou bastante ao meu dia ter sido “deprê”.

Meu companheiro sempre foi muito firme quanto a traição. Sempre dá conselhos e inclusive recrimina os companheiros que traem as suas respectivas esposas, mas nunca se sabe né? Enfim, ontem orei e pedi a Deus para que caso eu já tenha sido traída, que Ele me conceda força para enfrentar a situação e sabedoria para saber como agir. Mas enfim, não soframos por antecipação não é mesmo? Nós em recuperação aprendemos isso, então nada mais justo que praticarmos.

“Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: "que seja doce". Repito sete vezes para dar sorte: que seja doce, que seja doce, que seja doce e assim por diante. Mas, se alguém me perguntasse o que deverá ser doce, talvez não saiba responder. Tudo é tão vago como se fosse nada.”  (Caio Fernando Abreu)

Deus é tão lindo que ainda bem que existe outro dia né? Ainda bem que existe outro dia e só por hoje optei por ser feliz, independentemente do que as escolhas que eu faça possam vir a acarretar. Só por hoje vou viver somente o dia de hoje sem antecipar sofrimentos, angustias e possíveis frustrações. Só por hoje escolhi viver o dia de hoje certa de que Deus reserva somente o que eu mereço para mim. Só por hoje vou ser feliz e me cuidar. Só por hoje, que seja doce!! MAS SÓ POR HOJE!

Feliz 24 horas!

-

4 comentários:

  1. poxa..que pena que a tua mae nao te apoia neh..mas seja firme....se tu acha que vai ser a melhor escolha pra ti..troca de curso,um dia a tua mae vai enxergar o quanto isso foi bom pra ti..nada melhor do que trabalhar no que agente se identifica!...beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eu também penso assim. Se tiver que ser, será, com certeza!
      E se tudo der certo, conforme eu for me mostrando feliz com minha escolha, ela vai acabar cedendo. Assim espero! Rsrs!
      Beijos!!

      Excluir
  2. Oie, espero que já esteja melhor, que o PS lhe traga paz e tire de você essa dor... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou melhor sim, graças a Deus!!
      Obrigada!! Beijão

      Excluir